28
Jan
10

O herói n’Os Lusíadas

O conceito de herói remete-nos para o herói clássico dotado de duas grandes virtudes: a bravura e o culto da arte.

Tal como os heróis clássicos, o herói d’Os Lusíadas tinha espírito de sacrifício, era altruísta, procurava honra e glória e era movido pela fé, porém não era culto. Sendo o herói português um herói colectivo, diferente dos heróis clássicos, até que ponto, apesar de não ser culto, não terá este superado, pela sua coragem, os heróis da antiguidade clássica?

Se, por um lado, o herói clássico alia a experiência ao culto da arte, por outro, o português comete feitos grandiosos, não só como guerreiro, mas como navegante: desafio muito maior, que nos permite reconhecer-lhe maior valor.

Cristiana Teixeira e Madalena Gonzaga, 12ª D


0 Responses to “O herói n’Os Lusíadas”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: