08
Mar
10

Memorial do Convento Capítulo VIII

O capítulo oitavo começa por nos falar da vida de casal de Blimunda e Baltasar. Estes têm uma relação próxima e íntima,o que se verifica pelo facto de se abraçarem, dormirem juntos toda a noite e encontrarem-se totalmente despidos. Contudo, sete-sóis continua a estranhar o comportamento matinal de Blimunda, o acto de comer pão de olhos fechados, apesar desta explicar que se trata um simples hábito que adquiriu.

Baltasar, com o objectivo de desvendar o segredo, esconde o pão, obrigando Blimunda a contar o mistério.Esta explica que possui um poder que permite “olhar para dentro de tudo”. Baltasar mostra-se céptico, assim, Blimunda decide comprovar as suas palavras levando-o a dar um passeio no dia seguinte.

Durante o passeio,é revelado que uma mulher se encontra grávida, a composição do solo, as doenças presentes nas pessoas que vê e que um homem será estrangulado. Baltasar ainda não esta convencido, levando Blimunda a usar o seu poder mais uma vez, achando uma moeda de ouro. É dada, ainda, outra notícia,a rainha encontra-se novamente grávida.

Depois desta cena o narrador dá-nos a conhecer melhor uma personagem anteriormente, já apresentada, o irmão do rei, D. Francisco, que se encontra na janela do seu palácio a disparar contra os marinheiro.

De seguida são expostos epísodios referentes à história de Portugal, o ataque dos franceses no Rio de Janeiro e as naus Inglesas que foram confundidades como Francesas, mais uma vez. É narrada ainda outro episódio, um pouco macabro, onde um clérigo quebra os votos feitos , andando de casa em casa a divertir-se com as mulheres até que é apanhado e é obrigado a fugir pelas ruas nu. Todos estes acontecimentos permitem retratar a sociedade da época.

Entretando, a atenção do narrador centra-se na cerimónia que marca a promoção do bispo D. Nuno da Cunha a cardeal. Com esta cerimónia constata-se uma vez mais o luxo da nobreza e do alto clero que contrastam com a pobreza de Baltasar, que ainda nem recebeu a tença pedida pelo padre Bartolomeu.

Mais tarde, nasce o infante D. Pedro e o capítulo finaliza com a escolha que o rei faz do local onde o convento vai ser contruído, o alto da Vela.

Wilson Liu


0 Responses to “Memorial do Convento Capítulo VIII”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: